domingo, 26 de abril de 2009

Missões urbanas, pipoca e estagiárias muito loucas!!!

Da esquerda para a direita: Giovanna(curvada), Letícia(Lechuga =D), nosso líder e meu amado papai Eliasaf, Luana e eu!!!



Me impressiona a minha própria futilidade... Me impressiona a minha superficialidade e minha dificuldade em viver o que eu falo. Dizer isso dói. Dói quando você percebe que você não vive o que você diz viver e é admirado pelas outras pessoas por viver. Dói quando você percebe que o pensamento no qual você construiu sua personalidade, e usa para definir-se, pensamento que deveria emanar vida, morreu no seu coração. Dói quando você pensa estar no caminho certo, mas você nada mais nada menos fez que se afastar mais e mais. É assim que eu me sinto agora. Fútil e vazia. Só.
Hoje estive em casa de Pr Paulo Capeletti, ou Macarrão, como é mais conhecido. Macarrão trabalha com missões urbanas, resgatando pessoas do tráfico de entorpecentes, prostituição e afins, reintegrando-os na sociedade. Para conhecer o trabalho de Macarrão, acesse http://impactodagraca.blogspot.com/2008/12/cristianismo-radical-eliasaf-de-assis.html . FOI UMA EXPERIÊNCIA TÃO GRATIFICANTE!!!

Na kombi!!!


Macarrão recebeu em sua casa cerca de 20 pessoas vindas das mais diversas atividades das ruas. Público heterogêneo: homens e mulheres com históricos diversos: trabalhadores braçais que perderam o teto, profissionais especializados que sofreram decepções amorosas, portadores de doenças mentais e gente que nem se lembra mais como foi parar na rua. Ao deparar-me com um pitbull na orta de sua casa, Macarrão, num tom descontraído diz: "Esse aí é tonto. Ele não ataca porque não sabe quem entra para morar ou para roubar...". Diz-nos um pouco sobre os moradores da casa. kkkkk
Sentamos à mesa do café. Pessoas de todas as etnias, muitas vezes ainda ostentavam com vergonha as marcas do seu passado, que vão de um andar afeminado até pernas depiladas e próteses de silicone. Antes de chegarmos, Macarrão alertou-nos: "Eu não quero que meus filhos deponham sobre seu passado. A dor é muito grande. Cada vez que eles falam, suas feridas são reabertas somente para satisfazer a carne sádica de um público cruel e egoísta que só quer ver que há pessoas mais desgraçadas que eles. Não os deixarei lançar os próprios corações aos leões."

De volta às raizes, né Zaf? kkkkkkkkk

Foi um confrontamento muito grande. Pessoas de várias origens, passados diversos olhavam umas para as outras buscando ver além da falta de estudo e do triste passado imposto a eles. Eles buscavam ver Cristo no outro. É o que eu quero viver. Não só ver Cristo no meu irmão cherosinho e bonitinho, mas sim em lugares fétidos e em pessoas consideradas esgoto da sociedade.
Não pedi autorização para reproduzir os depoimentos ouvidos, nem para publicar fotos. Mas certamente levarei para sempre as palavras de Macarrão:
"Fomos resgatados, e nada muda isso. Ele nos tirou da escória. Éramos lixo, vômito. Meros sofredores entre muitos outros. Mas aí que vemos o mais apaixonante no meu Amado. Ele presta atenção em detalhes. Ele não é superficial. Ele me notou, mesmo estando eu suja e doente. Enquanto eu ou você não olharmos e prestarmos atenção aos detalhes, que vão desde uma flor abrindo-se até uma pessoa agonizando em silêncio, não veremos o que é essencial."


Lavando louça xD


Que a nossa oração seja essa:
“Não quero ser chamado de reformado nem de evangélico. Eu quero ser conhecido como cristão, porque quero seguir a Cristo. Quero ter ações na Terra que promovam a pessoa de Jesus.”
Macarrão

6 comentários:

Anônimo disse...

Certamente levarei essa missão para sempre comigo. E jovens como somos, muitas viagens teremos, e muita lição trazeremos .! Obrigada pela oportunidade.!

Giovanna .!

Anônimo disse...

As primeiras linhas do seu blog sobre esse seu passeio me revelam!
Falo do que não vivo!
Sonho escondido pq não tenho forças pra falar! (Não tenho essência!).
Percebo que estou enganada! Continuo, assim, presa na minha futilidade, egocentrismo e amor próprio enquanto chora o coração do Senhor do Universo!

Ver e viver como Jesus!
Isso faz a diferença!!
Que ele nos atraia!!

Fabiana Paz

kporto disse...

amém amém e amém!!!
God bless us!!!
um beijo!

kporto disse...

Doth, admiro a facilidade de como vc organiza suas ideias e pensamentos. "dificuldade em viver o que eu falo. Dizer isso dói. Dói quando você percebe que você não vive o que você diz viver e é admirado pelas outras pessoas por viver." Muitas vezes me sinto assim tambem.. e entendo a sua dor.

Um Forte abraço!

Danilo Baumgarner disse...

Ois Doth...rs...nossa então vc é filha do Eliasaf?!Nossa q legal, seu pai ministro para a gente na manha de domingo passado agorinha(foi ótimo , seus pais são d+)!No Cruzeiro em uma chacara...rs...sou do pessoal do Gerson..rs...aqui de Sumaré e Montemor..rs..bom encontrei seu blog, vendo o Blog da Thaís..rs.amiga minha.r.s...(Vc conhece né?!..rs..?!)Ah seu pai pode até lembrar de mim: eu sou o garoto que ele falou que queria tem o cabelo igual ao meu.r.s..meu nome..rs..Danilo Baumgartner....fika na PAZ bj DAN

Anônimo disse...

necessario verificar:)