terça-feira, 21 de abril de 2009

O que aprendi com meus amigos no feriado de Tiradentes...



Eu sumida de novo... Em primeiro lugar, eu gostaria de dizer que estou A M A N D O a participação da galera aqui no blog! Seja quem comenta de fato, ou só me mail depois, meu muito obrigada!!! É isso aí!

Esse fim de semana estive na nobre Barueri, e encontrei-me depois de não sei quantos meses (*^-^*) os meus amigos já citados Victor, Jake e Stefany (entre alguns outros). É sempre tão bom estar com eles!! Eu sempre aprendo muitas coisas e sempre rio e choro bastante...
Mas, algo nesses 3 M A R A V I L H O S O S dias, me fez refletir hoje sobre amizade. Em um mundo de falsidade e egoísmo, é tão difícil encontrar amizades puras, genuínas, onde realmente o amor pelo outro está em primeiro lugar! Antes de ter uma vida espiritual mais ativa, eu invejava as "amizades" dos meus colegas de escola. Eles pareciam tão desatinados e desenvoltos! Mas, eles não viviam A GENUÍNA AMIZADE! "A amizade nos liberta da preocupação com a minha própria pessoa."




Amizade é o tipo de relacionamento das pessoas da Trindade entre si e da Trindade com o homem. Não devemos ter medo de estabelecer relacionamentos afetivos, por ser considerado perigoso. Eu era uma das que fugia de confissões e de profundidade e intimidade, com medo da minha imagem de "menina forte e madura" ser questionada. Fugia também de amizades com pessoas de ambos os sexos, por exemplo, com medo de fazer aflorar intimidades prematuras. Isso só mostra como sabemos pouco sobre esse presente do Rei que é a amizade!!!

É um erro pensar que devemos não amar os outros para amar somente a Deus. É necessário vencer a desconfiança dos irmãos, não reprimir as manifestações de afeto em nós e nos outros.
Voltaire define a amizade como: “Contrato tácito entre duas pessoas sensíveis e virtuosas. Virtuosas porque os maus não atraem mais que cúmplices. Os voluptuosos carreiam companheiros na devassidão. Os interesseiros reúnem sócios. Os políticos congregam partidários. O comum dos homens ociosos mantém relações. Os príncipes têm cortesãos. Só os virtuosos possuem amigos”.





Santo Agostinho define a verdadeira amizade cristã com quatro características:
- Deus é o autor da amizade e é Ele quem a dá. A amizade é, portanto, um presente dado por Deus;
- A amizade deve ser estável em Deus;
- A amizade cristã é transfigurada pela graça, supera os limites humanos;
- A amizade só atingirá sua perfeição no céu, quando o amor será perfeito em todos.

Para ele a amizade é uma realidade humana divinizada e eterna.
Quanto ao apego, a origem dele não é a amizade, é o egoísmo, a insegurança, a auto-imagem negativa, a incerteza de ser amado.
Nossa carência egoísta gera o apego, que nada mais, nada menos que o amor a nós mesmos e o senso de auto-preservação.



Como todos vocês, próximos ou não, já devem ter percebido a minha mania de falar demais, fica uma última história para reflexão...
Durante a era glacial, muitos animais morriam por causa do frio. Os porcos-espinhos, percebendo esta situação, resolveram se juntar em grupos, assim se agasalhavam e se protegiam mutuamente.

Mas os espinhos de cada um feriam os companheiros mais próximos, justamente os que forneciam calor. E, por isso, tornavam a se afastar uns dos outros.

Voltaram a morrer congelados e precisam fazer uma escolha: Desapareceriam da face da Terra ou aceitavam os espinhos do semelhante.

Com sabedoria, decidiram voltar e ficar juntos.
Aprenderam assim a conviver com as pequenas feridas que uma relação muito próxima podia causar,
Já que o mais importante era o calor do outro. Sobreviveram!
O melhor relacionamento não é aquele que une pessoas perfeitas, mas aquele onde cada um aceita os defeitos do outro e consegue perdão pelos próprios defeitos.




É isso aí, pessoal. Devemos buscar a amizade genuína com o Senhor e consequentemente viveremos o belo e profundo presente da amizade entre irmãos!
Se Aristóteles diz que um amigo é uma única alma em dois corpos, a Doth diz que amizade é a alma de Cristo vivendo em dois corpos!!!

"Ainda que seja raro o verdadeiro amor, é no entanto menos raro que a verdadeira amizade."
François La Rochefoucauld


Em amor,
Doth

PS: Fotos do fds tiradas e editadas pela gatíssima e talentosíssima Karine (^^)!

6 comentários:

kporto disse...

Lindaaaaaaaa! amei ter vc aqui!
qro fazer um blog tbm! hehe
bjs

kporto disse...

eu já tenho um blog.. mas faz tempo q não entro! (0)

Hélcio!! disse...

=D... mt legal seu blog!!
e o post tb ficou mtt bom!!!
bjos!!

Miriam disse...

Menina, a quem vc puxou, tão rica forma de expressar-se. Tenha sempre o coração no lugar certo q vc vai longe... Lindaaa. Mãe

Aline Ramos disse...

Oii princesaa!! Já estava com saudade de seus posts!! :P
Como é lindo falar sobre amizade, não é?? Definitivamente, parte dos maiores presentes que tenho recebido de Deus em minha vida com Ele são justamente as amizades tão maravilhosas que Ele tem colocado em meu caminho! Certas vezes não tenho como expressar toda a minha gratidão pelos Filhos tão Preciosos que o Senhor separou para serem meus amigos e companheiros de jornada! Sinceramente, não sei como seria caminhar sem tê-los ao meu lado, ainda que sejam poucos (numericamente falando), mas acho que não chegaria tão longe quanto quando estou de mãos dadas com eles... Amizades de Deus são uma das maiores dádivas que uma pessoa pode receber!!!

Beijinhos, lindaa!!
Amo vc em Cristoo! ;)

Doth =) disse...

Coicidência ou providência, eu vi o tamanho da minha deselegância em resumir pessoas especiais como Gabi, Hélcio, Karine e Elias a "outros"... Sorry, people!!
Estou amando a participação de tds!!