domingo, 5 de julho de 2009

Como ganhar na loteria


Sabe aqueles momentos que você ouve uma música, uma história, e começa a acordar para dentro? Um desses momentos me fez pensar sobre meu cavaleiro de armadura brilhante. Existem 6 bilhões de pessoas no mundo, das quais, aproximadamente 50% são homens. Restam, então, 3 bilhões, e meu príncipe será UM entre eles! A chance de eu encontrá-lo, então, fica uma em três bilhões! Menor, então, que a chance de acertar a quadra na mega-sena, um em cada 2.332!

Então, você, meu leitor, foi produto de uma combinação única! Você poderia ser filho de qualquer pessoa, mas Deus escolheu uma moça entre três bilhões, e um rapaz entre outros três bilhões. E, no que parecia ser um mero acaso, uniu suas vidas e criou outra! UAU!

Então, quando eu e meu príncipe nos encontrarmos, se é que já não nos vimos, olharemos nos nossos olhos e veremos que encontramos A PESSOA ENTRE 6 BILHÕES!!! Não é a toa que em Provérbios o salmista diz: "Mulher virtuosa, quem a achará? Seu valor excede o de muitos rubis." Quem encontra um cônjuge, encontra mais que um amor, um sorriso. Encontra uma jóia! Ganha na mega sena!

Após essa introdução romântica, doce e emocionada [bem à La Doth :) ], eu poderia falar de muitas coisas que tenho vivido. Poderia falar sobre o quanto construímos nossa linda história de amor agora, sobre o quanto não vale a pena sacrificá-la por affairs inconstantes, sobre o maravilhoso plano que Deus tem para nós, que excede todos os nossos sonhos.

Mas, acho que ainda mais apropriado, é falar de um texto de Eu disse Adeus ao Namoro, de Joshua Harris, que me confronta a cada dia. São as características que devem ser buscadas num cônjuge. Mas, como disse minha amiga Elaine, não basta buscar a pessoa certa, e sim SER a pessoa certa. Logo, interpretem esse texto como as características base para um CRISTÃO; ou seja: mesmo que você não case, você terá a impressão necessária para qualquer missão. Aproveitem!

___________________________________________________________________

QUALIDADES E ATITUDES DE CARÁTER QUE MAIS IMPORTAM NUM PARCEIRO PARA VIDA TODA
Quando pondero sobre a eternidade do casamento, uma pergunta fica passando pela minha mente: “Que qualidades devo buscar numa esposa?” Talvez você imagine a mesma coisa quando considera pas­sar o resto de sua vida com alguém especial. O que faria com que alguém fosse perfeito para você?
Quando penso nesta pergunta, sei que a resposta carrega muitas características profundas e internas, mas no dia-a-dia eu ainda acho difícil ultrapassar a superficialidade. Quando uma garota linda chega perto, todo meu bom senso se evapora. Quantas vezes me fiz de bobo ficando louco por alguém sim­plesmente por causa de seu charme e beleza? Muitas vezes.
Para curar esta tendência, eu criei um joguinho. Quan­do conheço uma garota bonita e sou tentado a ficar muito impressionado pela aparência, tento imaginar como esta ga­rota se parecerá aos cinqüenta anos (Se a garota estiver acom­panhada da mãe, este jogo não exige muita imaginação). Ela pode ser jovem e bonita agora, mas o que acontecerá quando a beleza desvanecer? Há algo dentro dela que me dá alguma dica? É seu caráter que irradia e me atrai ou é simplesmente o seu vestido de verão que mostra bastante seu bronzeado? E daí que seu contorno feminino captura meus olhos hoje? Quan­do as gravidezes acrescentarem estrias e os anos acrescentarem quilos extras, há algo na alma desta garota que continua­rá a me atrair?

COISAS QUE DURAM


Quando consideramos o que é importante num cônju­ge, devemos ir mais à fundo do que a aparência, vestido ou desempenho em frente a outras pessoas. “Não considere sua aparência,” (l Sm 16:7) Deus diz. Provérbios 31:30 nos fala, “A beleza é enganosa, a formosura é passageira...” O mesmo versículo fala que o tipo de pessoa que merece louvor é aquela que “teme o Senhor.”
Ficamos facilmente impressionados pela imagem; Deus quer que valorizemos as qualidades que durarão. A escolha sensata de um parceiro para o casamento exige que avaliemos a essência do caráter e atitude da pessoa.
Neste capítulo veremos as qualidades de caráter e atitu­des que importam no cônjuge. Mas conforme fazemos isto, tam­bém devemos perguntar: “Estou cultivando isto em minha pró­pria vida?” Devemos ter o cuidado de manter uma atitude hu­milde de auto-avaliação. Não precisamos somente nos concen­trar em achar a pessoa certa mas, o mais importante, em nos tornar a nós mesmos na pessoa certa.
CARÁTER
“O caráter é aquilo que você é no escuro quando nin­guém mais além de Deus observa,” escreve Randy Alcorn. “Qualquer um pode ter uma boa aparência em frente ao públi­co ou até mesmo dos amigos,” ele continua. “É algo completamente diferente ficar nu perante Deus, para ser conhecido pelo que realmente é por dentro.” Não definimos o verdadeiro cará­ter de alguém pela imagem que a pessoa deseja passar ou reputação que a pessoa esconde, mas pelas escolhas e decisões que a pessoa faz e toma a cada dia.
É necessária a verdadeira sabedoria para observar o ca­ráter da pessoa. Isto sempre leva tempo. William Davis escre­ve: “Sua reputação é conhecida em uma hora; seu caráter não aparece num ano.”


OBSERVAÇÕES SOBRE O VERDADEIRO CARÁTER
Como avaliar o caráter de alguém? Como olhar além da imagem e reputação para enxergarmos o que a pessoa real­mente é?
Quando avaliamos o caráter de alguém (incluindo nosso próprio), precisamos observar cuidadosamente três áreas - como o indivíduo se relaciona com Deus, o modo como ele trata as outras pessoas e o modo como esta pessoa disciplina sua vida pessoal. Estas áreas são como janelas para o caráter da pessoa. “Assim como a luz do dia pode ser vista através de muitos buraquinhos, também as pequenas coisas ilustrarão o caráter da pessoa,” escreve Samuel Smíles. “De fato, o caráter consiste de pequenos atos, desempenhados adequada e honrosamente.”
Vejamos alguns “pequenos atos” que pode nos dizer algo sobre uma pessoa.

l. Como a Pessoa se Relaciona com Deus
O relacionamento com Deus de uma pessoa é o relacio­namento que define sua própria vida - quando este relaciona­mento não funciona, qualquer outro relacionamento sofrerá. As Escrituras afirmam claramente que um cristão não deve nem considerar um cônjuge incrédulo. “Não se ponham em jugo desigual com descrentes,” a Bíblia diz. (2 Co 6:14) Tanto você quanto a pessoa com quem vai se casar deve ter um relaciona­mento dinâmico, crescente e pessoal com Jesus Cristo. A per­gunta não é meramente, “Você e seu cônjuge em potencial são salvos?” mas sim “Você está apaixonado por Jesus Cristo? Você O coloca acima um do outro?”
“Este é um daqueles lindos paradoxos da verdade bíbli­ca,” escreve David Powlison e John Yenchko. “Se você ama e deseja seu cônjuge mais do que qualquer coisa, você ficará ego­ísta, temeroso, amargo e desiludido. Se você ama a Jesus mais do que qualquer coisa, você realmente amará e aproveitará seu cônjuge. Você será uma pessoa com quem vale a pena se ca­sar!”
Certa vez numa conversa sobre relacionamentos, duas garotas crentes me contaram que acham o foco em Deus uma das qualidades mais atraentes num rapaz. “É óbvio quando ele realmente ama o Senhor,” minha amiga Sarah disse. “Quando ele fala de seu amor por Deus, podemos saber que ele não está distraído por nossa causa.”
“Exatamente!” afirmou Jayme. “É engraçado porque os rapazes que fazem de tudo para impressionar as garotas não me impressionam de forma alguma. Eles me deixam enjoada.”
Procure e faça de tudo para se tornar um homem ou mu­lher que, quando solteiro, busca a Deus de todo o coração, co­locando-O acima de todas as outras coisas. Não se preocupe em impressionar o sexo oposto. Ao contrário, esforce-se para agradar e glorificar a Deus. Fazendo isto você eventualmente irá atrair a atenção de pessoas com as mesmas prioridades.

2. Como a Pessoa se Relaciona com as Outras
A segunda janela para o caráter de uma pessoa é seu rela­cionamento com os outros. Observe como o parceiro em po­tencial (e você) se relaciona com as seguintes pessoas:
Autoridades. Como o parceiro em potencial reage às pes­soas que são autoridade sobre ele? Este parceiro respeita a au­toridade de um patrão ou pastor mesmo que discorde da figura da autoridade? Um rapaz que não consegue seguir ordem terá dificuldade em manter um emprego ou receber a correção pastoral necessária. Uma moça que não respeita a autoridade de um professor ou técnico esportivo terá dificuldade em honrar o marido. Busque, e esforce-se para se tornar, uma pessoa que respeita a autoridade dada por Deus.
Pais. Você provavelmente já ouviu este conselho sábio antes: “O modo como um rapaz trata sua mãe é o modo como tratará sua esposa.” É verdade. O mesmo serve para o modo como a moça se relaciona com o pai. Não estou dizendo que uma pessoa que teve um péssimo relacionamento com seu pai ou mãe não possa ter um bom casamento. Pela graça de Deus podemos superar antigos hábitos. Mas realmente precisamos perguntar: “Se ele não é amoroso e gentil com sua mãe, por que devo crer que ele irá ser amoroso e gentil com sua espo­sa?” ou “Se ela não respeita o pai, será que me respeitará como marido?”
Não se esqueça de avaliar sua própria vida. Como você se relaciona com seus pais? Pode melhorar o modo como interage com eles para aprender como honrar seu futuro cônju­ge? Se você realmente deseja a resposta para estas perguntas, peça a seus pais que lhe falem de suas perspectivas sobre seu relacionamento com eles.

O Sexo Oposto. Há uma enorme diferença entre a amizade genuína e a paquera. Aprenda a distinguir os dois. Ninguém quer se casar com uma pessoa namoradeira. Rapazes, se uma garota pousa como uma borboleta de um namorado a outro, sempre necessitando de atenção masculina, você acha que o casamento irá mudá-la de repente? Garotas, você gostaria de se casar com um rapaz que olha para todas? E você? Onde você se encaixa na escala amizade-paquera? Será que precisaria mudar as suas atitudes e ações em relação ao sexo oposto?
Companheiros. Os companheiros de uma pessoa são aqueles que a influenciam e moldam. Nesta categoria, o modo como alguém trata seus amigos não é tão importante quanto quem são estes amigos. A. W. Tozer observa: “Há uma lei de atração moral que direciona as pessoas àquelas mais parecidas consigo. Aonde vamos quando estamos livres para ir aonde queremos é um indicativo quase infalível do caráter.”
Quem são os amigos mais chegados do cônjuge em po­tencial? Como estes amigos reagem? Dão valor a que? Se es­tão acostumados com festas e uma vida descuidada, a pessoa que passa o tempo com eles irá provavelmente compartilhar as mesmas coisas. E os seus amigos? Você tem buscado relaci­onamentos com pessoas que o encorajam a andar com o Se­nhor? Ou seus amigos o puxam para longe? Não subestime o quanto seus amigos íntimos moldam o seu caráter.
3. Disciplina Pessoal
A terceira janela para o caráter é como a pessoa discipli­na e conduz sua vida pessoal. Os “hábitos,” escreve Charlotte Mason, “é uma parte importante da natureza.” As coisas que fazemos involuntariamente, quase sem pensar, revelam nosso caráter.
Quando consideramos esta categoria, precisamos notar a diferença entre os hábitos pecaminosos e hábitos meramente irritantes ou péssimos modos. Todos têm hábitos que outras pessoas acham tolos ou irritantes. Meu pai costumava deixar minha mãe louca com o modo que ele come milho na espiga. Seu método lembra o modo de se datilografar uma velha má­quina de escrever: nhac, nhac, nhac, nhac, nhac, plim! Nhac, nhac, nhac, nhac, nhac, na fileira de baixo. Talvez isto não seja uma boa educação à mesa mas não é um hábito pecaminoso. Ao invés de nos preocuparmos com coisas deste gênero, preci­samos avalizar se nosso cônjuge em potencial (ou nós mesmos) temos hábitos que são desobediência a Deus ou que revelam um profundo pouco-caso para com os outros.
A seguir darei algumas áreas que mostram um pouco do caráter de alguém. Observe cuidadosamente estas coisas em sua vida também.
Como a pessoa usa o tempo. Ouvi Elisabeth Elliot dar uma palestra na qual disse que uma das coisas que a atraiu em Jim Elliot foi o fato de ele memorizar versículos bíblicos enquanto esperava na fila da cantina. Esta observação demonstrou que Jim era disciplinado e eficiente.
A forma como uma pessoa passa seu tempo de folga nos diz o que ela valoriza. Esta pessoa preenche seu tempo com hora a fio na frente da televisão? Esta pessoa cultiva e aprimora os relacionamentos ou ela vai direto à próxima distração? Bus­que alguém (e seja este tipo de pessoa) que usa o tempo de forma sábia.
Como a pessoa lida com o dinheiro. A forma como a pessoa lida com o dinheiro é um dos, se não o mais claro, indicativo de seu caráter. Na festa de dezenove anos de meu amigo, Andy, ele pediu que as pessoas trouxessem dinheiro. Mas ele não que­ria o dinheiro para si. Ao contrário, ele doou todo ele para uma campanha de evangelismo que atingiria a cidade. A atitude de Andy em relação às coisas materiais provou que ele era um homem compassivo, amoroso e generoso. Ele mostrou que va­loriza o eterno mais do que o material.
A pessoa que você está observando (ou você) está ligada em roupas, carros e outras coisas materiais? A pessoa pensa antes de comprar ou compra por impulso, com tendência à os­tentação? Os hábitos de compra de uma pessoa revelam seu nível de responsabilidade.
Como ela cuida de seu corpo. Não podemos culpar uma pes­soa por causa de coisas que não podem controlar - altura, tra­ços físicos e em alguns casos o peso. Nem devemos nos preocu­par em excesso com o exterior. Entretanto, o modo como a pessoa cuida de seu corpo nos diz algo sobre o caráter desta pessoa.
Primeiro, como a pessoa se veste? Uma garota que se veste de forma indecente pode chamar a atenção dos rapazes, mas o que suas roupas nos falam de seu coração? Um rapaz que gasta seu dinheiro com a última moda pode ter uma aparência de “arrumadinho” mas sua paixão pela moda pode signi­ficar que ele se preocupa demais com o que os outros pensam dele (e que ele toma decisões insensatas com seu dinheiro).
A seguir, como a pessoa cuida de seu corpo? Ela tem uma auto-disciplina em relação aos hábitos alimentares? Ela tem um programa razoável e consistente para se manter em forma? Deus quer que mantemos a saúde e condição de nos­sos corpos para que possamos servi-Lo mais eficazmente. Entretanto, isto não significa que devemos ter obsessão por exercícios físicos. Uma pessoa que se preocupa demais em malhar está tão sem equilíbrio quanto uma que não faz nada.
Onde você se encontra nesta categoria de avaliação? Há lugar para melhorias em sua vida?

O IMPACTO DA ATITUDE
A atitude é o segundo critério essencial quando escolhe­mos um cônjuge. A atitude é uma condição favorável para a pessoa, a forma como ela encara e reage à vida. Para os cris­tãos isto significa muito mais do que o mero pensamento po­sitivo. Uma atitude cristã inclui pensamento baseado na Bí­blia e centralizado em Deus - desenvolver uma visão de nós mesmos, dos outros e das circunstâncias a partir da perspecti­va de Deus.
Veja algumas formas chaves que expressam atitudes cristãs: Uma atitude de obediência a Deus. Quando você pro­curar um parceiro, busque alguém que ouça e aja sem hesita­ção em relação ao que Deus está lhe dizendo. Queira alguém com uma atitude como a de Davi, dizendo a Deus, “eu me apressarei e não hesitarei em obedecer aos teus mandamen­tos.” (SI 119:60) Uma atitude de obediência reconhece o se­nhorio de Jesus em todas as áreas da vida. A pessoa em quem você está interessado busca consistentemente modos de submeter mais ainda sua vida a Deus? Ela tenta superar os maus hábitos? A pessoa é moldada de acordo com a cultura atual ou ela vai de encontro a ela, buscando ser transformada à imagem de Cristo?
Você está se esforçando para desenvolver uma atitude de obediência em sua própria vida? Você nunca será perfeito ou encontrará o companheiro perfeito - somos todos pecadores - mas somente as pessoas com uma atitude de obediência à Pala­vra de Deus continuarão a crescer em santidade e maturidade em suas vidas.
Uma atitude de humildade. Uma atitude de humildade leva em consideração as necessidades dos outros em primeiro lugar. A Bíblia afirma: “Nada façam por ambição egoísta ou por vaidade, mas humildemente considerem os outros superio­res a si mesmos.” (Fp 2:3) A pessoa que você está observando coloca as necessidades dos outros antes da sua própria? Ob­serve as pequenas coisas. Quando ela está numa quadra de basquete, como age? Mesmo nas competições ela busca servir os outros? Como reage quando o conflito de família surge? Ela se apressa em culpar os outros ou se humilha o suficiente para dividir a culpa e buscar uma solução? E como você lida com estas situações? Uma das coisas que mais respeito em meu pai é sua vontade de se humilhar perante minha mãe e o resto da família confessando os pecados. Se ele fala de uma forma áspe­ra ou age de forma bruta, ele não hesita em buscar o perdão. Um homem inferior não consegue fazer isto.
Duas pessoas não fortalecem um casamento porque não cometem erros; elas fortalecem o casamento mantendo uma atitude de humildade que se apressa em confessar os pecados, colocar os outros em primeiro lugar e buscar o perdão.
Uma atitude de diligência. Não julgue uma pessoa por sua linha de trabalho, mas observe a atitude da pessoa em relação ao trabalho. Uma atitude de diligência é a vontade de trabalhar duro em qualquer tarefa que lhe for apresentada. Bill Bennett escreve: “O trabalho... não é o que fazemos para viver, mas o que fazemos com nossas vidas... O oposto de trabalho não é o lazer ou jogar ou se divertir mas sim o ócio - não nos investir em nada.”
Em Provérbios 31:17 a mulher exemplar é descrita como alguém que “entrega-se com vontade ao seu trabalho; seus bra­ços são fortes e vigorosos” (Claro que a diligência é importan­te tanto para o homem quanto para a mulher). Busque alguém que investe em sua vida com algo importante no momento. Esforce-se para ter esta mesma atitude.
Uma atitude de contentamento e esperança. Uma atitude de con­tentamento e esperança é a que reconhece a soberania de Deus em cada situação. É o otimismo nascido da fé que busca a Deus - uma atitude mais consciente e grata pela evidência da graça de Deus do que dos problemas que necessitam de correção.
Veja algumas perguntas importantes que devemos fazer sobre a pessoa que você está observando, assim como sobre você mesmo: Esta pessoa tem reclamação ou louvor em seus lábios? Ela aponta os erros dos outros ou encoraja de forma consistente? Esta pessoa enxerga suas circunstâncias com um espírito de desânimo ou permanece confiante na fidelidade de Deus?
No início de seu casamento, o Reverendo E.V. Hill e sua esposa, Jane, enfrentaram dificuldades financeiras. Ele insen­satamente investiu em um posto de gasolina e o negócio faliu. O dinheiro era pouco. O Dr. Dobson que ouviu o Reverendo Hill compartilhar sua história no funeral de Jane, a conta desta forma:

Pouco tempo depois do fiasco com o posto de gasolina, E. V. chegou uma noite em casa e encontrou tudo apaga­do. Quando ele abriu a porta, viu que Jane tinha preparado um jantar à vela para os dois. “O que isto significa?” ele disse com seu humor caracte­rístico.
“Bem,” disse Jane, “vamos comer à luz de velas esta noite.”
E.V. achou aquilo uma grande idéia e foi para o banhei­ro lavar as mãos. Ele tentou acender a luz e não conse­guiu. Então tateou até o quarto e apertou outro inter­ruptor. A escuridão continuava. O jovem pastor voltou para a sala de jantar e perguntou a Jane por que a eletricidade estava cortada. Ela começou a chorar. “Você trabalha tanto e estamos tentando,” disse Jane, “mas é muito difícil. Eu não tinha dinheiro suficiente para pagar a conta de luz. Não queria que você soubesse então achei que deveríamos comer à luz de velas.” O Dr. Hill descreveu as palavras de sua esposa” com intensa emoção: “Ela poderia ter dito: ‘Nunca passei por uma situação assim antes. Fui criada na casa do Dr. Caruthers e nunca tivemos a luz cortada.’ Ela po­deria ter magoado meu espírito; ela poderia ter me destruído; ela poderia ter me desmoralizado. Ao invés disto ela disse: “De algum modo a luz voltará. Mas vamos comer hoje à luz de velas.”

Meus olhos se encheram de lágrimas quando li esta his­tória. O otimismo da senhora Hill e a determinação de passar pêlos momentos difíceis com seu marido exemplificam duas qualidades que desejo em minha própria vida e oro para que minha esposa tenha. Procuro alguém que acenda velas ao in­vés de amaldiçoar a escuridão.

O ABISMO
Compartilhei todas estas características e atitudes na es­perança de esclarecer o que realmente importa num cônjuge - o que procurar em outra pessoa e o que desenvolver em nossas próprias vidas. Não devemos usar estas qualidades para laçar o sexo oposto ou como uma desculpa para evitar o casamento.
Ninguém alcançará a perfeição em todas as áreas que explora­mos. Para o homem que espera encontrar alguém perfeito, Benjamim Tillett tem a seguinte frase: “Deus, ajude o homem que não quer se casar até que encontre a mulher perfeita, e, Deus, ajude-o ainda mais se a encontrar.”
Nunca encontraremos o cônjuge perfeito. Se encontrar­mos, por que esta pessoa deveria querer se casar com uma pes­soa imperfeita como você e eu? Benjamin Franklin disse: “Man­tenha seus olhos bem abertos antes do casamento - e semi-fe­chados depois.” O casamento requer fé na provisão de Deus e uma vontade de perdoar as imperfeições - a misericórdia ne­cessária para manter os olhos “semi-fechados” para as falhas.
Um jovem me mandou um e-mail falando de seu medo em relação ao casamento: “Como conheceremos a pessoa bem o suficiente antes do casamento para saber se é a pessoa certa? Parece que o casamento é como nos jogarmos num precipí­cio.” Por um lado ele está correto. O casamento sempre será um passo de fé. Não um salto cego, mas um passo para além do que vemos com certeza.
Meu pastor, C. J. Mahaney, conta uma divertida história de como, antes de seu casamento, ele apertou a mão de seu futuro sogro e disse: “Obrigado, senhor, por me confiar a sua filha.” O homem respondeu: “Eu não confio em você.” Após uma longa pausa ele disse: “Confio em Deus.” O pai deposi­tou sua confiança no lugar certo.
Não podemos confiar em nós mesmos, e não conhecere­mos a pessoa com quem iremos casar completamente mas po­demos confiar que Deus irá nos orientar nesta decisão e nos aju­dará a mantermos nosso compromisso.
A VERDADEIRA BELEZA
Enquanto estou solteiro, estou tentando desenvolver um caráter santo em minha vida e ter as atitudes corretas. E quando observo as jovens ao meu redor, mantenho meus olhos bem abertos. Sim, ainda jogo meu joguinho do “O que importa aos cinqüenta anos?” Isto me ajuda a ver a juventude e a beleza que são passageiros e focalizar nos fundamentos do caráter e atitude.
Pobre garotas, se soubessem do meu jogo... Mas quem sabe? Talvez fiquem imaginando como eu serei aos cinqüenta. Isto sim é que é um pensamento assustador!
Qualquer dia destes, e este é o memento pelo qual estou orando e esperando, encontrarei uma garota e quando eu a imaginar com cinqüenta anos ela será muito mais bonita do que é hoje. Os anos não irão prejudicá-la; irão somente moldá-la e amadurecê-la. Porque a mulher que teme a Deus, cuja for­ça interior é tirada da fonte da Sua vida, somente ficará mais bela com o passar dos anos. Claro que os sinais da idade irão, mas o espírito que ilumina seus olhos ainda será jo­vem, vibrante e vivo. É isto que quero aprender a amar.
O quer farei quando encontrar esta jovem? Penso muito sobre isto. Não sei exatamente o que direi. Talvez me ajoelha­rei a seus pés e implorarei que passe o resto de sua vida enve­lhecendo comigo. Podemos ver nossos corpos se deteriorarem e juntos esperar pelo dia em que o Mestre nos dará corpos novos.
E quando eu a beijar no dia de nosso casamento, festeja­rei a mulher de minha mocidade mas sussurrarei em seu ouvi­do: “Mal posso esperar para ver você quando tiver cinqüenta anos.”

_______________________________________________________________´

That´s all, folks. E fica a mensagem: seja você esse tipo de pessoa! PTL!

Hugs'n kisses


8 comentários:

gabs . disse...

não tenho o que comentar sobre esse texto.
caramba, perfeito!
amei doth, cada post uma surpresa diferente.

mil beijos da eterna fã!

Liz Marília Vecci Mendonça disse...

Doth,
lindo seu blog. Amor Tozer e adorei vê-lo citado no texto sobre namoro. Aliás, essa história de namoro mexe muito comigo, porque fui namoradeira contumaz antes do Amado chegar. Depois que Ele chegou e me deu Isaías 54 achei que era tudo, então ele me deu minha parte nos 6 bilhões. A históra é ótima, quero ter oportunidade de te contar depois.
Em Jesus que é nosso Príncipe,
Liz Marília

dothhhh♥ disse...

Gabs:
Mercy, querida! Amo seus textos também e amo quando você comenta!

Liz Marília:
Muitooo feliz por seu comentário. Namoro é um dos motivos pelo qual criei o blog, estava no meio de uma crise pessoal e após ouvir o que todo mundo pensava dela pensei em ouvir o que Deus pensava. E, me apaixonei pelo que Ele pensava!
Adoro ouvir histórias! Quero ouvir a sua sim! Aí a gente se esforça pra se falar...
Um abração!
Doth

Daiane Landim disse...

Que graciinha de texto! Lindo! que possamos fazer cada dia mais a vontade de Deus! e buscar ser a pessoa certa,esse texto seu é um grande exemplo! Digo que jogo esse "joguinhos dos cinquentas anos" hehehe
beijos!

dothhhh♥ disse...

isso aí, daiane!
vamos desde agora, trabalhar para que tenhamos muito mais para mostrar daqui a 40 anos do que um belo rostinho!
PTL!

Aline Ramos disse...

Princesaaa!!! Que coisa mais linda esse texto!!! Principalmente a ultima parte, que vc negritou em rosa... Chorei ao ler!! Como é LINDO, PERFEITO, MARAVILHOSO poder esperar por uma pessoa tão especial, a pessoa que nos fará viver na terra a nossa Aliança Eterna com o Senhor!!! Aleluia!!! Glórias a nosso amado Deus por estar escrevendo historias tão lindas e cheias de benção e unção para nossos futuros!!!
Deus te abençoe cada dia mais, linda!!!
Estava com saudades!!
Muitos beijos e a Paz do Senhor Yeshua (Jesus)!!! ;)

kporto disse...

que lindaaa e romantica vc é!!!
ameii o texto!!
"a mulher que teme a Deus, cuja for­ça interior é tirada da fonte da Sua vida, somente ficará mais bela com o passar dos anos." QUE LINDO!

EU QUEROO UM PRINCIPE APAIXONADO POR JESUS, E DEPOIS POR MIM, É CLARO!!

beijoooo

Adoradora de Cristo disse...

Heiii o post está um maximo!!!
amo estes temas sobre romance, namoro, casamento à maneira de Deus!! Tenho a certeza que Deus tem alguem muito especial reservado para cada uma de nós. Até lá...vamo-nos esforçar para ser uma bela mulher aos olhos de Deus. Que o principe dos nossos sonhos seja alguem dedicado a Deus e que ama ao Senhor acima de nós mesmas!! É isso que eu desejo!! Deus nos abençoe a todas!!

http://retratobelezafeminina.blogspot.com/