domingo, 10 de abril de 2011

Seminário NMM, Romance e pensamentos de uma manhã de domingo...

Bom dia, blogosfera! 
Escrevo em uma manhã melancólica de domingo. Sozinha em casa. Já lavei roupa, limpei a casa, tem strogonoff no fogo. Tenho muito o que estudar (e tenho também que estender a roupa que acabei de lavar), mas antes parei por aqui. Eu já acostumei a escrever sempre e a sempre receber comentários, e quando não escrevo, fico triste! 
Em todo o caso, vamos lá: esse blog nasceu depois que eu li Romance à maneira de Deus. Eu tinha 14 anos e estava super cor-de-rosa, sonhando pra caramba, muito feliz e querendo compartilhar minhas experiências com Deus nessa área. Dois anos se passaram. Muita coisa aconteceu desde então, muita mesmo! Cresci, aprendi, chorei (e muito!), mas entendi que tudo o que se passou foi uma série de experiências controladas, artesanais e meticulosamente planejadas por Deus para que eu amadurecesse no delicioso amor Dele! Sabe aquela música da Vila do Louvor, 'Sobrevivi ao Temporal'? Não? Olha um vídeo (péssimo) aqui. Tem uma parte dela que diz: 'A tempestade que veio, em cheio, atingiu, arrasou, levou muito de mim. Mas, se não fosse assim, seria eu quem sou?'. E eu creio piamente nisso. Um dia desses a Sarah Sheeva disse no Twitter que sofrimento sentimental não é obrigatório, é opcional. Eu discordo parcialmente. Por mais que seja dolorido, Deus sem dúvidas usa essas experiências de desilusão para que conheçamos a natureza de amor dEle e para que a gente perceba que Ele é suficiente! Hoje, eu tenho a certeza gravada em meu coração de que Deus é suficiente pra mim, e que é o único que supre todas as minhas necessidades. 
Mas, somos humanos, né? O que fazer quando a carência bate à porta? Quando parece que Deus está nos privando de algo necessário? Estava relendo alguns emails que eu troquei com uma amiga muito amada. Ela estava em meio a uma grande turbulência sentimental, e depois de orar por ela eu escrevi o seguinte email, que por razões pessoais não será publicado na íntegra, beleza? O nome dela será ocultado também. Olhaí:


'Oi X!

(...)
Fiquei muito feliz por confiar em mim. Muito mesmo, sério! Então, senta que lá vem história! hahahaha
Essa parte da vida me deixa muito ansiosa também, sabe? (...)
Eu sinceramente acho que apaixonar por alguém não é preocupante, muito menos errado. Acho que é bom apaixonar-se, inclusive. (...) Apaixonar-se não é perigoso. O pecado é a ansiedade! E eu digo isso pq tbm sou mtooo ansiosa!
A ansiedade coloca insatisfação no nosso relacionamento com Deus. Essa insatisfação mtas vezes é disfarçada e inconsciente, mas faz diferença. Além disso, tira o foco de outras coisas mais importantes e é absolutamente desconfortável! Concordo com Wayne Jacobsen quando ele diz que a consequencia maior do pecado é o próprio pecado. Nesse caso, a ansiedade bloqueia nosso relacionamento com Deus, a coisa mais importante EVER. Eu sofri e sofro muito com isso. Mas, ao mesmo tempo, parece que a ansiedade está fora do nosso controle, né? Vc não escolhe ficar ansiosa. Vc só FICA ansiosa. Nesses dias eu tenho aprendido a ser menos ansiosa, no meu relacionamento com Ele. Acho que é a minha melhor fase de relacionamento com Deus, sério. E conversar contigo é ótimo, X. Quando converso com algumas pessoas por aqui eu me sinto A DESAJUSTADA. Td mundo é super normal, tá super bem... E eu qse surto o tempo todo e tenho que tomar um sossega-leão de Espírito Santo pra não endoidar, haha. Conversar com alguém normal, de doente pra doente, é libertador. Quase como estar no AA. Mas, enfim... 
Ajuda a libertar-se da ansiedade entender o que ela é. Ansiedade é resistência! É falta de confiança! O nosso problema não é se a gente vai namorar fulano ou beltrano. O nosso problema é que não estamos no controle, e queremos estar! Minha mãe costuma dizer que Deus não nos deu os acontecimentos de nossas vidas para que nós os controlemos, e sim para que possamos assistir enquanto Ele os controla. Isso me marca de uma forma tremenda! Perguntas, questionamentos e ansiedade nada mais são do que reflexos de nossa dificuldade de confiar em Deus. Sabe o porquê de doer tanto confiar? Quando assumimos que Deus está no controle, assumimos que nós não estamos. E eu não sei você, mas eu adoro controlar coisas. Adoro escolher, planejar, arrumar. Fico incomodada quando as circunstâncias não são as que eu gostaria, se eu fosse a única responsável. Mas, quando se trata de nossa vida, de escolhas e de acontecimentos que independem de nós, não percebemos que nossa luta só existe pq estamos lutando com Deus. Não queremos esperar que Deus revele Seu plano para nossa vida no tempo dEle, queremos fazer orações instantâneas que gerem resultados imediatos para que possamos nos banquetear imediatamente. Quero que Ele nos ensine a entender que a maioria de Suas bençãos só é enriquecedora pq foi temperada com a passagem do tempo, aprendida com o silêncio de Deus. Pensando em Maria, por exemplo. Se eu fosse ela, faria a Gabriel uma série de perguntas. 'Vai doer? Quando vai nascer? Ele vai ser bonito? E eu com o meu noivo José, como fico?'. Mas, ela se contentou com a resposta dele, que possivelmente era a menos 'instantânea' possível: 'Descerá sobre ti o Espírito Santo e o poder do Altíssimo te envolverá...'. Isso é tremendo! Se confiarmos em Deus completamente quanto aos acontecimentos e relacionamentos em nossas vidas, não ficaremos apreensivas por coisa alguma - nem mesmo por perguntas que Deus preferiu deixar sem respostas... Entende o quanto e lindo? Eu quero viver isso também! Vamos criar um novo AA, o Ansiosas Anônimas? (...) Então, é continuar sentindo o abraço dEle aqui...
Um grande beijo, minha amiga! Amo muito você!'



Eu, Fernando, Francieli e Natália!
No último dia 2, eu fui ao Seminário Não Morda a Maçã. Foi uma grande aventura, e um grande presente de Deus! Lá pude conhecer o Fernando e a Francieli, um casal que tem como propósito central ajudar-se mutuamente a cumprir o maior propósito de suas vidas: SER SEGUNDO O CORAÇÃO DE DEUS! Os dois são lindos e se amam profundamente, mas não um amor egoísta: é um amor de rendição, que conhece a paciência, o serviço. Um romance aos pés da cruz, de fato (olha aqui, eu desabei de chorar). E aí, eu tive um big insight que vai ser a dica do dia: sempre que você pensa em como deseja romance, você consegue enxergar qual é a sua motivação pra isso? Eis a minha: quero ser uma mulher segundo o coração de Deus, e Ele está me ensinando isso, agora. Se eu vier a me casar algum dia, será com um homem totalmente dedicado a Deus, em querer sempre servir e, principalmente, AGRADAR a Deus em tudo e em todo o seu proceder, mesmo que para isso seja necessário que ele sacrifique algo nele mesmo, assim como eu estou disposta a ser. Sem nunca esquecer também que Ele diz que Dele, por Ele e para Ele são todas as coisas! Eu aceitei esse convite: tudo na minha vida servirá a Ele, para a Sua glória e louvor. E você?
Hoje foi uma dessas manhãs difíceis. Uma dessas em que me senti tentada a deixar a carência tomar espaço em meu coração, sabe? E isso não é tão vergonhoso assim, galera! Nós fomos feitos pra sermos amados e para amarmos. Mas, o pecado é achar que uma pessoa pode suprir essa necessidade. Sim, você foi criado para ser amado, mas para ser amado por DEUS, e ninguém mais pode suprir essa sua necessidade! E se a pessoa mais importante da minha vida é Ele, e eu quero agradá-Lo a qualquer custo, faço minhas as palavras de Watchman Nee: 'No lugar daquilo que tiras,Tu te dás a Ti mesmo a mim.' E posso garantir, que eu não perco em nada por receber o que Ele me dá agora, e que tudo que virá depois é só uma consequência disso: dEle dar a Ele mesmo a mim!
Junte-se a mim e à nossa geração nessa busca incansável por Deus, na certeza de que ELE BASTA! E que tudo, tudo o mais que somos e que viermos a ser estará aos pés dEle, amém? 

'Esta é a geração daqueles que buscam, daqueles que buscam a tua face, ó Deus de Jacó.' Salmos 24:6
'Ensina-me a fazer a tua vontade, pois és o meu Deus. O teu Espírito é bom; guie-me por terra plana.' Salmos 143:10
'Mas, como está escrito: As coisas que o olho não viu, e o ouvido não ouviu, E não subiram ao coração do homem, São as que Deus preparou para os que o amam.' 1Coríntios 2:9

6 comentários:

Sarah disse...

Nossa me identifiquei muito com tudo que vc diz, gloria a Deus posso ver que existem mulheres q estão crescendo no Senhor e hoje temos espaços assim p compartilharmos tudo q passamos e aprendemos...
Bjus Querida

Aline Ramos disse...

Dothhhhhh!!!

Ahhhhh em que linda borboleta o Artista-Mor está transformando esta crisálida! [Acho que posso dizer: nossas crisálidas, né? ;)]

Suas palavras são cheias de sabedoria, Doth, aquela que só pode vir do Senhor mesmo! Ele é tão infinitamente melhor do que tudo o que poderíamos sonhar, né? E estou quase certa de que não há nada mais belo neste mundo do que ver vidas sendo moldadas por Seu amor e exalando esse amor por Ele e para Ele neste mundo! É o que traz esperança e vida para essa criação que espera a redenção na volta de Cristo!

Fiquei TÃO TÃO TÃO feliz por ter retornado ao Crisálida! O blog está belíssimo, com palavras inspiradas por Deus e que trazem paz ao espírito e ao coração! Compartilho de suas palavras e sentimentos de uma maneira incrível!

Saudades, minha irmã querida! E que Deus continue moldando sua vida sempre com tanta fé, esperança, amor, criatividade e sabedoria! És Luz!

Beijoooooosss!!!

Aline Ramos disse...

Ahhhh... e você foi no SEMINÁRIO NMM!!!!!! Que lindooooo!!! \o/\o/\o/

kporto disse...

tempo q nao apareco aqui!!!
Doth sua linda!
te amo!
saudade!

Thaís Freiria disse...

Amiga, não preciso nem falar nada sobre o que escreveu, ne? Nossas vidas são pra buscar a face d'Ele! Sempre!! E se não for pra viver pra glória d'Ele, que graça tem? Que possamos continuar firmes, juntas nessa caminhada, que nos levará a cada dia pra mais perto do Seu amor!! Bjoooo =)

Rayssa disse...

Realmente é difícil quando a carência bate, é difícil manter a santidade, mas quando nos humilhamos aos pés da cruz e sentimos a verdadeira presença de Deus, ah, ai sim, tudo vale a pena. Não sei se já ouviram falar em Côrte, mas bom, digamos que estou em um relacionamento que é mais ou menos isso. Fomos melhores amigos por três anos(ensino médio) e durante esse período, algo a mais surgiu. o mais incrível é que a amizade se desenvolveu e se solidificou na busca por Cristo, por santidade. Depois mudei de cidade, e descobrimos que nós gostavamos muito, então oramos. seis meses depois assumimos um relacionamento sério ante nossos pais, amigos e família, e não vou dizer que é fácil, pq não é. Moro no Tocantins e ele em Minas, só nos vemos nas férias, mas ainda assim, o amor só cresce, e a admiração. Sabemos que é de Deus, e que no fim, vai valer a pena. Ah, detalhe, temos um voto com Deus de não nos beijarmos, e já dura dois anos. Bom, eh isso, um pouquinho da minha história. Amei o blog. Deus abençõe.