domingo, 21 de agosto de 2011

das últimas atrações ou da saudade inebriante e indescritível

'Ao que faz sorrir o meu coração:
Me sinto como um campo aberto recoberto por flores selvagens. Não mais um jardim, domado e domesticado, mas em um campo. Aberto. Natural. Equilibrado. Perfeitamente em evolução. Não preciso mais de portões, porque Você o protege. Minhas flores não têm mais espinhos nem reservas, porque todas elas por direito lhe pertencem. Na verdade, sempre te pertenceram, mas eu era teimosa. A verdade é que dou-te todas elas de todo o meu coração, porque encontrei em Ti uma realidade onde nada mais importa! Só o que conta é o Teu amor. E é ele, que vai-me invadindo, pouco a pouco, cada vez mais terno e exclusivo, a ponto de eu perceber agora as claridades novas de uma criação Tua no universo despojado de meu pobre ser.
A verdade é que eu não consigo mais sequer cogitar a realidade de minha vida sem que Você participe dela. Não dá mais. Ainda vivo o dia em que Você me chamou. Uma noite fria, aparentemente sem muitos atrativos. Mas, por dentro, meu coração ardia, disparando. Minhas entranhas estremeciam. E eu não resisti, não tinha mais como manter a defensiva. Abri mão de todas as minhas fortalezas e corri. Não mais fugindo, mas aceitando. Aceitando o seu convite para mergulhar em seu coração. E não consigo mais sair daqui.
A verdade, meu querido amigo, é que no seu coração eu encontrei uma realidade que me consome. Não quero que pensem que é uma realidade confortável, nem torturante. É avassaladora, sim. É deliciosa, sim. Estou arrasada, mas gloriosamente arrasada. Foi esse mergulho no seu coração que me mostrou o quanto as coisas são terríveis fora daqui. É enquanto estou aqui, te contemplando, que meu coração dói por ter que encontrar e lidar com um mundo tão corrompido e distante de Ti. E é por isso que eu quero desesperadamente te dizer: VEM LOGO, MEU REI!
Eu sei que há muito a ser feito por aqui. E estou disposta a sofrer o que for necessário, a abrir mão de qualquer coisa para que o Senhor me faça como um arco-íris, que reflete toda a extensão de Seu amor. Porque as coisas não estão bem aqui. Nada está bem aqui. Nada está bem longe de Ti!  Livra o homem da pior escravidão, a escravidão a si mesmo! Todos nós esperamos ansiosamente por isso. Todos mesmo, mesmo aqueles que não sabem...'

"Apronta-te para o meu Cristo, cujo sorriso, como o relâmpago, libera a canção da glória eterna que agora adormece em nossa carne frágil como diamante.' Thomas Merton

"Olhem para fora da janela, pequeninos. A natureza jaz à morte. Ouviram às minhas palavras, 'Estou morrendo para estar com vocês?' Venham comigo. Não quero sua prosa, suas penitências, suas orações. Vim buscar seu coração. Psiu! Acalmem-se e saibam que vocês são meus e eu sou de vocês. Ninguém os arrancará de mim. Quero que sua prosa se transforme em poesia, que seu discurso se transforme em canção, que sua miopia se transforme em visão nítida.' Brennan Manning

Aguardamos ansiosos a vinda de nosso Rei, com o coração cheio de esperança...

Nenhum comentário: