sábado, 19 de novembro de 2011

Haiti

"Peço a Deus que mostre a sua cara para mim e através de mim. Já não me basta crer e esperar. Anseio ver e interferir." Ed René Kivitz

Tudo começou em 8 de novembro de 2011. Ou talvez em 15 de julho de 2011. Na verdade, acredito mesmo que tudo tenha começado bem antes da fundação do mundo.


Nunca tinha pensado em ir para o Haiti. Na verdade, talvez eu nunca tenha realmente acreditado que iria pra algum lugar. Dizem que missionários amam pessoas. Por mais que eu goste de pessoas, sempre achei que faltava alguma coisa em mim. Sempre pensei que essa coisa de missões era pra gente mais humana, mais espiritual, mais adequada e menos 'eu'.
Até que eu ouvi a voz dEle. Em um imenso sopro de misericórdia, Ele me chamou: 'Venha minha querida, venha minha bela, venha comigo!'. E eu fui. E entendi o que move um missionário. Não só um amor sobrenatural por vidas, mas antes um chamado. Chamado tão envolvente e irresistível que me fez sair correndo, cair em Seus braços e dizer: 'Eu quero me apaixonar por Você, estar onde Você está, amar o que Você ama! Quero ser sua, e somente sua, para sempre!'. E aí, pronto. Meses depois, lá estava eu: unhas roídas, camiseta amarela e borboletas no estômago, a caminho do Haiti.




Foi uma grande loucura, confesso. Em ano de vestibular, nada dócil ou aparentemente preparada. Lutas em minha mente eram recorrentes. Nada saiu do meu jeito. Não queria seguir o meu jeito. Queria seguir o jeito dEle, o de Tua Palavra. Meu coração inflamava de desejo por Ele. Fui seguindo Suas pegadas, um passo de cada vez. E os resultados foram surpreendentes.
A caminho do Haiti, embarcamos em 8 de novembro de 2011, às 2h35 da manhã no aeroporto de Guarulhos. A Equipe MÃOS (Ministrando Amor, Oração e Serviço) era composta por 30 pessoas.
Os dias anteriores foram marcados por cansaço, ansiedade e lágrimas. Como sou menor de idade, havia muitos detalhes burocráticos a acertar. Além disso, minha personalidade colérica faz de qualquer coisa algo muito maior do que realmente é. Com as unhas em carne viva de tanto roê-las, na véspera da viagem recebi um afago todo especial vindo do Senhor. Valeu a pena!


Missões e amor por vidas não se tratam de algo fabricado por nós mesmos. Pensei em descrever todas as experiências, mas achei desnecessário. A mais sublime de todas é essa: se você ama a Deus, ame o que Ele ama.


Elizabeth Elliot, uma das mulheres a quem mais admiro, diz que o amor é o caminho para a maturidade. Os laços do egoísmo crescem e nos mantém em um tipo de berço espiritual. À medida que Jesus se torna cada vez mais parte de nós e nossa perspectiva espiritual é ampliada, passamos a desejar com mais intensidade a renovação interna necessária que nos torna mais parecidos com Ele.


Dentre tudo o que aprendi nesses dias, o principal foi: Amar a Jesus automaticamente faz com que Ele faça morada dentro de nós. Assim, enquanto estivemos no Haiti, ou enquanto estamos em qualquer outro lugar, não oferecemos uma versão melhorada de nós mesmos, como eu imaginava que aconteceria. Oferecemos Jesus, o maior presente de Deus para a humanidade! De mim mesma, não trago muito para oferecer, mas de Deus, trago o que o ser humano mais precisa.


Um dos aspectos mais apaixonantes de Jesus é o Seu nome, que é sobre todo nome: DEUS CONOSCO. O Pai enviou Jesus para tornar a Verdade algo pessoal e íntimo. Jesus ria das travessuras das crianças, chorou no túmulo de um amigo querido, usou de sua própria saliva para curar um cego que era visto como intocável, disciplinou gentilmente uma mulher excluída e ofereceu o próprio sangue em sacrifício vivo pelos nossos pecados. Agora acreditamos quando Jesus diz que nos ama. A vida de Jesus foi uma explicação de Deus. Para os seguidores de Cristo, essa é a principal tarefa: tornar visível o Deus invisível para um mundo que ainda não conhece. Temos de viver de maneira 'corporificada': Deus conosco, Deus em nós. Temos a oportunidade de estar com outras pessoas, "explicando", assim, Deus. Praticar isso está no âmago de viver o amor por Deus.


Esse conceito quebra totalmente a ideia de que missionários são "santos". Se você é um cristão nascido de novo, já tem dentro de si o suficiente para levar cura, conforto e amor a qualquer pessoa de qualquer cultura. Você tem Jesus dentro de você, e quando se oferece, está oferecendo a Jesus. 


Me perguntava o tempo todo o que eu estava fazendo lá. Até que percebi que provavelmente a coisa mais importante que estava fazendo era simplesmente estar lá. Nouwen diz que todo ser humano tem um dom imenso, embora quase sempre desconhecido, para cuidar, ser compassivo, tornar-se presente na vida do próximo, escutar, ouvir e receber. Se esse dom fosse liberado e disponibilizado, milagres poderiam acontecer. No Haiti, aconteceram.


Meu coração está partido, quebrado, sangrando. Se nossa presença foi tudo o que podíamos fazer, não era tudo o que gostaríamos de fazer. O Haiti precisa de muitos recursos, espirituais e humanos. Na verdade, ainda duvido que o mundo em si mesmo tenha recursos para mudar a situação do país.Os céticos que me perdoem, mas eu creio que somente Deus em pessoa pode reverter a situação que vimos.


Sei de pouca coisa sobre o futuro. Na verdade, sei que sei cada vez menos sobre tudo. Mas, de uma coisa tenho certeza: Deus tem um amor especial pelo Haiti. E eu amo a Deus. Então, inevitavelmente, eu amo muito o Haiti também!

"Então ele se tornou o Salvador deles.Em todas as suas tribulações,Ele estava atribulado também.Ele não enviou ninguém para ajudá-los,Ele mesmo o fez, pessoalmente." Isaías 63:8-9, Bíblia em Linguagem Contemporânea

5 comentários:

DAN (Danilo Baumgartner) disse...

"Doth que a cada dia possamos cumprir isso " Temos de viver de maneira 'corporificada': Deus conosco, Deus em nós. Temos a oportunidade de estar com outras pessoas, "explicando", assim, Deus. Praticar isso está no âmago de viver o amor por Deus.", que Deus te abençoe, louvo a Deus por sua vida e pelo marco que Ele está fazendo em você, pois Deus precisa de pessoas feridas para liberar o amor DEle nesses últimos dias! fica c Aba, beijo DAN:)

Juliane Oki Carraro disse...

Doth querida, que lindas palavras! Assino embaixo de tudo, concordando com cada ponto e vírgula. O Haiti sempre estará em meu coração, pois foi lá que Deus me mostrou o que é fazer missões: compartilhar a pessoa de Jesus em nós, através do Seu imenso e imensurável amor! Que esse seja apenas o começo das maravilhas que Ele irá fazer em sua vida. Amo vc! Bjs, Jubys

Cíntia Mara disse...

Que lindo! E que fofura esse menino menor na segunda foto, hehe.

Acho que eu não levo o menor jeito pra missões. Sei lá... Sou muito fresca e antipática. Mas, vendo sua alegria e a alegria das crianças, dá até vontade de fazer alguma coisa a mais (mesmo que seja na parte "orar" ou na parte "contribuir").

Beijo

Débora Silva disse...

Minha querida! Apesar da distância (do tempo e lugar) o meu coração se alegra com sua vida, em sinceridade, em Jesus. Tu és preciosíssima!! Sempre admirei vc, quando eu era aquela guria já notava a sua graciosidade... Saiba que gostaria de te ter perto, mas que na verdade vc já está aqui no meu coração.
Edificou-me muito a sua experiência, me anima e testifica que verdadeiramente Jesus está fazendo.. realmente não é do nosso jeito, mas todos os que são dEle serão salvos, de todas as nações... Serão de uma só nação...!
Cristo está em vc, e Ele é Santo e pelo seu sangue, puro, te fez santa! Somos justificados em Cristo, nos tornamos justos nEle. Tu é habitação do Senhor, vivemos nEle, e Ele em nós! Glória a Jesus por sua obra na cruz. Precisamos entender a cada dia essa obra. Que além de carregar o pecado do mundo sobre si e morrer em nosso lugar, nos fazer filhos de Deus e um povo de sua propriedade exclusiva, Ele também nos deu uma missão, (proclamar a Jesus, ensinar a Palavra e cuidar das ovelhinhas por enquanto que o Pastor não vem, mas que breve voltará), na verdade ele nos deu muito mais, nos deu a sua Vida e o seu coração... Só que quando nascemos de novo somos como bebês, q vão se desenvolvendo saudavelmente, crescendo e aprendendo a cada dia se forem bem alimentados e se permanecerem o tempo todo pertinho dos pais...
Doth, Deus é imensurável e todos os seus sentimentos também, e nós não temos a capacidade de suportá-los. Mesmo que somos dEle e Ele mora em nós. A angústia do coração do Pai é muito grande, Ele mesmo se entregou por todos, mas nem todos estão debaixo da sua segura cobertura... Quando contemplamos ao Senhor e buscamos mais a sua face, Ele é Revelado na sua soberania, e nós automaticamente reconhecemos o nada que somos,e Ele amavelmente nos enche com mais da sua Graça. Encontra espaço pra avançar a sua Vida e o pelo Espírito Santo nos dá mais dos seus sentimentos. É preciso deixar de lado quem somos e o q temos, compreendendo a obra da cruz diariamente, que também é pagar o preço, morrer juntamente com Cristo, tomar a nossa cruz.. Deus deseja mostrar e nos usar muito mais, mas Ele só fará isso se nossas vidas estiverem completamente nas suas mãos...
Tudo o que é de Deus, o que possui valor eterno, o que serve pra Deus vem dEle e volta pra Ele. Somos o Corpo de Cristo (fomos inseridos nEle no novo nascimento), logo, representamos o Senhor aqui na terra, como o Corpo, em Vida, no Espírito, em responsabilidade... (vivendo como Ele viveu, nossa pátria é Celestial, cumprindo o papel que nos foi dado, cheios da Palavra, do amor, de Jesus, dependendo e obedecendo a Deus, manifestando o Filho! Que Ele nos ajude!)
Deus complete em vc o que Ele já tem feito! Em nós! No Haiti! Em cada continente.. Suprindo os necessitados.
Tudo se resume em: Jesus! Ele é o Amor. Conquistou nossas vidas, e agora nos usará para conquistar muitos outros terrenos, campos de batalha, outros corações...outras vidas.
Que nosso Amor por Ele aumente a cada dia, e assim o veremos fazer.
(no meu coração arde tb. Sabemos q quem produz isso é Ele, uma gotinha do seu amor derramado nos nossos corações, no seu caso, provado, marcado e carimbado no seu coração)
Deus continue te abençoado, ricamente! =)

Ágata Larsen disse...

Gloria a Deus!
Fico mto feliz por teres tido essa oportunidade e experiência de abençoar vidas e ser abençoada através dessas mesmas vidas :)

Beijinhos e força!